Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > PARANÁ: SINTRAPAV MOBILIZA CERCA DE 20 MIL TRABALHADORES FRENTE À CAMPANHA SALARIAL 2020

Paraná: Sintrapav mobiliza cerca de 20 mil trabalhadores frente à Campanha Salarial 2020

14/03/2020

Sindicato realizará mais de 50 assembleias até o dia 14 de abril

Escrito por: Redação CONTICOM

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas em pé e área interna

                Com objetivo de mobilizar os trabalhadores para as negociações sobre a nova convenção coletiva e renovação dos acordos por empresa, o Sintrapav está percorrendo o Estado do Paraná e dialogando com a categoria sobre as principais reivindicações da Campanha Salarial 2020 cuja data-base é 1.º de junho.  Segundo a entidade, ao todo serão realizadas mais de 50 assembleias envolvendo cerca de 20 mil trabalhadores.

                Trata-se de uma das mais importantes campanhas salariais do Paraná e seus resultados devem impactar na economia do Estado. “Conquistar reajuste e garantir direitos para essa quantidade de trabalhadores, certamente é algo que não impacta somente na categoria, mas também em outros setores da economia, como o comércio, por exemplo.  Esperamos um bom resultado e com isso toda a sociedade ganha. A economia do nosso Estado depende, em boa parte, dos salários dos trabalhadores e as campanhas salariais são fundamentais para manter o poder de compra das categorias”, ressaltou Raimundo Ribeiro Santos, o Bahia, presidente do Sintrapav e dirigente da CONTICOM.

 

Resistir, Lutar e Conquistar

                O tema da Campanha Salarial 2020 do SINTRAPAV revela não só a luta por novas conquistas, mas também pela preservação dos postos de trabalho e dos direitos. “O foco, como diz o próprio lema da Campanha, é manter os direitos da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e brigar para avançar. O jogo não está favorável aos trabalhadores, mas com empenho e mobilização é possível ir para cima dos patrões e conquistar melhorias nas condições de trabalho”, aponta Bahia.

 

“Não abrimos mão”

                O sindicalista revela ainda que uma das decisões da direção do Sintrapav foi de que não será aceita, de forma alguma, a implantação de banco de horas na categoria. “Hora trabalhada a mais, é hora extra. E como tal deve ser paga. Sem papo, nem choradeira”.

Outra determinação importante é a de avançar ainda mais nos acordos coletivos por empresa em paralelo à luta pela renovação da Convenção. “Vai exigir muita luta, muito trabalho sindical, mas é um caminho para ampliar os direitos dos trabalhadores”, visualiza Bahia.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

CUT Nacional Ação sindical e ativismo ambiental na Amazônia Projeto Sindicalismo e Juventude
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669