Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > ATO TRABALHO SEGURO FOI RELIAZADO NESTA SEGUNDA-FEIRA NA USINA DE SANTO ANTONIO, EM PORTO VELHO

Ato Trabalho Seguro foi reliazado nesta segunda-feira na Usina de Santo Antonio, em Porto Velho

21/11/2012

A atividade reuniu Sticcero e presidenteb do TST

Escrito por: Conticom

 

Nesta segunda-feira (19) foi realizado no canteiro de obras da Usina Hidroelétrica de Santo Antônio, em Porto Velho,Multidão participa do ato o Ato Trabalho Seguro, com a presença do presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), Ministro João Oreste Dalazen. O evento faz parte do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho e contou com um show da dupla sertaneja “Chitãozinho e Xororó”.
SAÚDE E SEGURANÇA - Para Toco, presidente do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil de Rondônia (Sticcero), o evento reforça as ações que vêm sendo feitas pela entidade. “Nossa diretoria tem intensificado ações para melhorar a segurança e a saúde da categoria”.
PROTEÇÃO - O Sticcero está preocupado com a multiplicação dos acidentes de trabalho nos canteiros de obras de Rondônia e acredita que o evento contribuiu para ampliar a consciência individual e coletiva sobre a necessidade de prevenção, orientando e alertando os trabalhadores sobre a importância de exigir equipamentos de proteção individual (EPIs) e de utilizá-los. 
RECORDISTA - A construção civil é considerada a recordista no número de mortes em acidentes. A cada 100 vítimas no trabalho, pelo menos seis são pedreiros, serventes ou outros trabalhadores de canteiros de obras. Segundo dados do Ministério da Previdência Social, no estado de Rondônia houve crescimento do número de acidentes de trabalho - de 5.101 em 2009 para 5.280 em 2010, sendo 41 fatais. 
TRAGÉDIA - O município com pior índice foi Porto Velho, com 2.229 acidentes, quase o dobro do ano anterior, quando 1.271 trabalhadores se acidentaram. Ji-Paraná ficou em segundo lugar (605), seguido de Cacoal, com 389 acidentes. No Brasil, o número de acidentes caiu de 733.365 em 2009 para 701.496 em 2010. Mas as mortes aumentaram de 2.560 para 2.712.
 
 
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

CUT Nacional Ação sindical e ativismo ambiental na Amazônia Projeto Sindicalismo e Juventude
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669