Twitter Facebook

CUT CONTICOM > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > SINDICATO DA CONSTRUÇÃO DE VOLTA REDONDA FECHA CONVENÇÃO COLETIVA DA MONTAGEM INDUSTRIAL

Sindicato da Construção de Volta Redonda fecha Convenção Coletiva da Montagem Industrial

29/03/2012

6000 trabalhadores receberam os reajustes, que vão de 10% à 19.95%

Escrito por: Imprensa STICCMMP

 

 


Mais de seis mil trabalhadores da Montagem Industrial do Sul Fluminense conquistaram um aumento salarial de 10% a 19.95%, retroativos a 1º de fevereiro.   O reajuste está garantido na Convenção Coletiva de 2012/2013 da categoria, negociada pela diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e  Montagem Industrial  do Sul Fluminense (SITCCMMP) com o Sindicato Patronal (Sindemon - Sindicato das Empresas de Engenharia de Montagem e Manutenção Industrial do Estado do RJ).

Além dos aumentos alcançados, a Convenção Coletiva conquistou ganhos como a cesta básica no valor de R$ 170,00, uma PLR que chega a 100% do salário nominal, mais 60% de hora extra praticada no decorrer da semana e 80% aos sábados.  A proposta patronal que fechou essa convenção coletiva foi aprovada pelos trabalhadores da base territorial do Sindicato que reúne sete municípios: Barra Mansa, Resende, Itatiaia, Quatis, Porto Real, Rio Claro e Volta Redonda. As assembleias realizadas, respectivamente, nos dias 01 e 08/03.

“O piso do ajudante passa de R$ 712,80 para R$ 809,60, com o fechamento da Convenção Coletiva, o que representa um reajuste no momento de 13.5%.   A partir de 1º de fevereiro do próximo ano haverá mais 5% de reajuste aos salários dos ajudantes, que será somado ao novo aumento negociado nesta outra data base” diz o presidente da entidade, Dejair Martins, ressaltando que o menor piso profissional teve um ganho significativo e ficará em R$ 1.190,20, alcançando um reajuste de 19.95%.

Ele afirma, ainda, que mesmo o reajuste geral de 10%, que contemplará os trabalhadores que ganham acima do piso, representa um ganho real de 4.37%, superior a inflação do período, calculada em 5.63%. “A cesta básica atinge o reajuste de113%, ao passar de R$ 80,00 para R$ 170,00, e a PLR chega a mais de 40%”, acrescenta.

Já para o diretor de imprensa do Sindicato, Zeomar Tessaro, os avanços alcançados nesta convenção coletiva foram importantes e representam uma conquista altamente significativa para a melhoria da qualidade de vida dos trabalhadores do setor. “Os reajustes conquistados por essa convenção coletiva, assinada pela nossa entidade e o Sindemon, no último dia 20/03,   retroativos a 1º de fevereiro,  terão os pagamentos efetuados já no salário de março”, ressalta o sindicalista, considerando a adesão dos trabalhadores ao Sindicato como um dos fatores que tem possibilitado o reconhecimento das categorias da construção civil e da montagem industrial como categorias de ponta.

 

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

CUT Nacional Ação sindical e ativismo ambiental na Amazônia Projeto Sindicalismo e Juventude
NEWSLETTER

Digite seu e-mail para receber nossos informativos


CONTICOM

Rua Caetano Pinto nº 575 CEP 03041-000 Brás, São Paulo SP | Telefone (0xx11) 3330-3668 - Fax (0xx11) 3330 3669